VESTIR

Por que qualquer pedaço de tecido tem um preço ardente por ter um botão dourado, prateado ou florido?!
Por que qualquer adereço por mais simples que pareça, o preço é uma exorbitância?!
Quero me vestir, um pouco me polir sem me impelir a tamanha
extravagância!
Erica (eu), em 27/28 de 08/2013. Da imaginação para o papel e em seguida para o teclado.

Publicado em ESCRITOS | Marcado com | Deixe um comentário

DE FRENTE PRO CRIME – JOÃO BOSCO (Música)

Tá lá o corpo estendido no chão
Em vez de rosto a foto de um gol
Em vez de reza uma praga de alguém
E um silêncio servindo de amém
O bar mais perto depressa lotou
Malandro junto com trabalhador
Um homem subiu na mesa do bar
E fez discurso pra vereador

Veio o camelô vender anel
Cordão, perfume barato
Baiana vai fazer pastel
E um bom churrasco de gato
Quatro horas da manhã baixou
Um santo na porta-bandeira
E amoçada resolveu parar
E então…

Tá lá o corpo estendido no chão
Em vez de rosto a foto de um gol
Em vez de reza uma praga de alguém
E um silêncio servindo de amém
Sem pressa foi cada um pro seu lado
Pensando numa mulher ou num time
Olhei o corpo no chão e fechei
Minha janela de frente pro crime

Veio o camelô vender anel
Cordão, perfume barato
Baiana vai fazer pastel
E um bom churrasco de gato
Quatro horas da manhã baixou
Um santo na porta-bandeira
E a moçada resolveu parar
E então…
Letra da rádio uol                                                                                            Erica Schulz Com tantos crimes, se matam até por banalidades e então dá até pará fazer comércio nestas horas. Infelizmente a vida não está sendo levada a sério. Lembrei desta música num crime ocorrido em meio a rua do meu bairro, final de semana passado.

Publicado em Música (letra) | Marcado com , | Deixe um comentário

STELA

A STELA BELA, VÊ A LUA.
A NOITE CONTEMPLA A LUA E A STELA!

Quem contempla a Stela ou Estér, também contempla as estrelas. Veja o significado dos nomes.
Em 12/04/13
Para Stela, minha filha.

STELA

Publicado em ESCRITOS | Deixe um comentário

cercaluz.jpg

Apenas um galho fininho na cerca pelo reflexo da luz.

Minha foto.

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário

CHUVINHA

Chuvinha rasteira, mal lavou a poeira.

Refrescou as idéias da gente!

Tempo que havia o calor tudo perecia,

Ligeira chuva que veio de repente!

Eu Erica.

21/09/12- Foto do Google.

chuva

Publicado em POEMA | Deixe um comentário

NA FEIRA

Com os preços altos dos hortifrutigranjeiros vai aqui esta ironia.

NA FEIRA
Batata tinha.
Tomate,
Pirulito que bate-bate.
Pimentão, então!
Cebola,
Deixa de ser boba!
Quiabo,
Deixo de lado.
Banana prata,
Nem é de ouro!!!
Ovos,
São para o João do pé de feijão.
Verdura,
Nem tanto tempo dura!

Pensando bem,
Nem quero puxar peso.
As bancas até lembram
obra de arte!
Tantas cores, etiquetas e valores!
Bye, bye exposição!
Volto para casa,
Carrinho vazio,
Na mão.

Maio/2013

Erica Schulz.ImagemImagem

Publicado em POEMA | Deixe um comentário

MONOTONIA

MONOTONIA:
A chuva pin pin pinga
no meu travesseiro.
Chuá, chuá
Chora a chuva no telhado.
Pec, pec
Pinga da calha
A chuva que se foi embora.
Snif, snif,
Sem travesseiro
Dobro um cobertor.
Brr, brr
Que frio!
Desdobro o cobertor.
Esqueço o travesseiro e
Vou dor…. ronc, ronc…
Erica Schulz / 09/ 2009Monotonia pingos

Publicado em POEMA | Deixe um comentário