Arquivo da categoria: POEMA

CHUVINHA

Chuvinha rasteira, mal lavou a poeira. Refrescou as idéias da gente! Tempo que havia o calor tudo perecia, Ligeira chuva que veio de repente! Eu Erica. 21/09/12- Foto do Google. Anúncios

Publicado em POEMA | Deixe um comentário

NA FEIRA

Com os preços altos dos hortifrutigranjeiros vai aqui esta ironia. NA FEIRA Batata tinha. Tomate, Pirulito que bate-bate. Pimentão, então! Cebola, Deixa de ser boba! Quiabo, Deixo de lado. Banana prata, Nem é de ouro!!! Ovos, São para o João … Continuar lendo

Publicado em POEMA | Deixe um comentário

MONOTONIA

MONOTONIA: A chuva pin pin pinga no meu travesseiro. Chuá, chuá Chora a chuva no telhado. Pec, pec Pinga da calha A chuva que se foi embora. Snif, snif, Sem travesseiro Dobro um cobertor. Brr, brr Que frio! Desdobro o … Continuar lendo

Publicado em POEMA | Deixe um comentário